Eu testei vários remédios para combater as micoses das unhas

Quando pensei em fazer esse espaço, queria mostrar para as pessoas que mesmo que você não esteja no peso que deseja, que os seus cabelos estejam caindo, que seu rosto tenha manchas, suas unhas estejam fracas e quebradiças e você não se sinta tão bela quanto gostaria. Que dá para fazer algo, que dá para se cuidar e mesmo que demore um pouco você pode conseguir mudanças que vão fazer de você uma Mulher Up e é isso que eu quero.

Atualmente adiquiri algumas mazelas que me deixam triste comigo mesma, mas hoje vou começar pelas micoses das unhas. Aos poucos vou mostrar minhas outras lutas e junto com vocês ou com quem se encontra na mesma que eu podemos conseguir vencer e alcançar bons objetivos.

Uma das coisas que eu gosto em mim são as minhas unhas, aliás sempre fazia toda semana e tinha orgulho em exibi-las. Mas ultimamente tem sido um verdadeiro pesadelo curar os fungos que apareceram nas minhas unhas. E isso vem desde 2014, pasmem!

E elas eram tão lindinhas, fofas e eu sou vaidosa  e louca por esmaltes! Tenho uma coleção enorme e agora…minhas unhas estão horríveis!

OBS.: Esta não é uma matéria paga, uma propaganda, um post pago.

Então, antes minhas unhas eram assim antes de ter micoses:

esmalte-semana-16-abril-revlon-cor-330-naughty-de-perto-luz-do-sol

minhas-unhas-antes-das-micoses

 Como ficaram minhas unhas depois da micose

minhas-unhas-depois-das-micoses

Quando tudo começou, vi que as minhas unhas ficaram fracas, começaram a quebrar facilmente e isso nunca foi normal. Elas eram fortes e bonitas. Ai percebi também que havia uma espécie de espaço por baixo das unhas, uma coisa estranha e por ali nos cantinhos é que as unhas começavam a quebrar.

Sem que eu percebesse, minhas unhas pareciam normais. Adoro fazer as unhas toda semana e depois que me mudei para uma cidade pequena onde as manicures em sua maioria trabalham em casa e não tem procedimentos muito exigentes de higiene tudo começou.

Não que isso não possa acontecer em uma cidade grande, mas na maioria das vezes em um salão tem regras mais adequadas. Uma delas são os objetos individuais, aparelhos esterilizados, lixa individual, e tudo mais.

Sobre a onicomicose…

As lesões da unha provocadas pela onicomicose apresentam algumas variações na sua apresentação, dependendo do tipo de fungo e de gravidade da infecção. Em geral, a micose de unha costuma apresentar um ou mais dos seguintes sinais:

– Espessamento da unha.

– Fragilidade da unha, deixando-a quebradiça.

– Distorções na forma da unha.

– Perda do brilho da unha, deixando-a opaca.

– Escurecimento da unha.

– Descolamento da unha em relação ao seu leito na pele.

Com o tempo eu descobri que até mesmo o esmalte pode ser contaminado pelos fungos e se entre umas 4 horas mais ou menos você compartilhar o mesmo esmalte pode pegar o fungo apesar de ter tido todos os outros cuidados. Impressionante esse maldito fungo!

O pior, é que depois que ele se instala, você passa remédio, toma até comprimidos e ainda assim está arriscado a que ele não morra. Foi o que aconteceu comigo por diversas vezes.

Depois de consultar um dermatologista veio o diagnóstico que eu já sabia, eram fungos. Nessa hora você chorra, corta as unhas, começa a tomar remédio via oral, e a passar remédio local nas unhas. Como já falei comecei com o esmalte Tralen, e o Cosalen, mas não resolveu. Tudo voltou depois de uma semana. Ai tive que começar a radicalizar.

A princípio eu percebi que minha unha estava com um buraco em baixo, um oco. Ai o médico me indicou Tralen unha (caro pra dana!) um espécie de esmalte que você passa na unha e junto com ele um remédio chamado Fluconazol. Para quem não quiser pagar mais caro pelo Tralen e conseguir encontrar pode comprar o Cosalen, (só encontrei uma vez, depois nunca mais). Bem ai tem vários outros remédios como Hebrin, mas eu sou alérgica a alguns componentes então não deu certo para mim e não pude partir para os remédios mais comuns e baratos então o próximo passo foi usar o Loceryl.

Estou usando até hoje, e para você ter uma ideia essa saga começou em agosto de 2014, todo esse tempo eu pensava que que estava livre, tomava remédio, passava o remédio diretamente nas unhas, eles davam uma “trégua” depois voltava tudo de novo.

Detesto ficar com unha super curta, mas não tem jeito, tem que ser assim enquanto se faz o tratamento. Para o usar o Loceryl precisa lixar por cima das unhas, e cada lixa para uma unha, para não contaminar as outras. E fazer o procedimento lixando por cima das unhas até ficar fininha, e passar o produto por cima repetindo toda semana. Não dá para confiar que está tudo certo, aparentemente você olha e pensa que acabou mas ai vem um pontinho preto de novo te assombrar.

Remédios que usei e os que ainda uso para combater os fungos das unhas:

remedios-que-usei-para-combater-os-fungos-das-unhas

OBS.: Esta não é uma matéria paga, uma propaganda, um post pago.

O tratamento com Loreryl

como-aplicar-loceryl-nas-unhas-com-micose

O tratamento com o Lorecyl é mais radical, tem que cortar as unhas no casco, lixar bem por cima das unhas, deixar quase uma pele fina e passar o remédio por cima. É um tratamento quase profissional, demorado mas é eficaz. Ainda estou terminando de fazer o meu tratamento. Ainda não fiquei livre da micose em todas as unhas. Algumas não apresentam mais nada, mas em algumas ainda tem ali um pontinho preto quase imperceptível que só consigo ver com a lupa. Mas acho que estou quase lá.

Bem eu agora não estou tomando o remédio mais, estou apenas usando o Loceryl, minhas unhas lixadas por cima demoraram mais de 6 meses para crescer e agora acho que pode ter esperanças de que tudo isso esteja acabando. Ainda não posso deixar minhas unhas crescerem até ter certeza de que tudo está ok. E sinceramente nunca mais vou fazer as unhas fora de casa, e mesmo em casa tenho que ter todo cuidado, não deixe de esterilizar seus instrumentos, ferva em água quente e nunca compartilhe. Se for fazer unha fora de casa, leve-os inclusive a sua lixa de unha e palito. Até mesmo um simples palito pode transmitir esse fungo tão resistente e difícil de combater.

O fabricante fala que pode pintar as unhas normalmente depois que aplicar o produto, mas eu não gosto de usar esmalte em uma unha tão curta e “cotoco” como a minha está. Prefiro deixar sem pintar para ver os pontos pretos morrendo. “Ai que ódio!”

Espero ter ajudado a você que também está passando pelo mesmo problema. Como falei antes existem outros produtos no mercado que podem ser usados no combate aos fungos, mas como sou alérgica a muita coisa, eu não posso usá-los.

Observação:

Eu já ouvi falar de vários remédios caseiros como alho, vinagre e água oxigenada para micoses nas unhas. Mas eu não usei nada disso, acho que cada caso é um caso e no meu o problema foi muito mais complicado de resolver. Então por isso tive que recorrer aos remédios via oral e ao de uso tópico. Mas se você estiver com problemas consulte um dermatologista e veja qual é o remédio indicado para o seu caso.

OBS.: Esta não é uma matéria paga, uma propaganda, um post pago.

Se tiver alguma dica, deixe o seu comentário e obrigada pela visita 🙂

beijos-cidoka-mulher-up21

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *